então


ah se houvera vento

e lã e lume
um comboio na noite
um súbito perfume

vento - pouco que fosse
tempo - quanto bastasse
uma voz que me chamasse
um olhar que reconheça
alguma luz talvez quando emudeça

Nenhum comentário:

Segue-nos