de deserto em deserto

De deserto em deserto
nos sobressaltos da sede me confundo
Se estamos tão perto
que importa que a fonte seja no fim do mundo

Um comentário:

Andre Vilar disse...

Gostei bue deste poema! Continua que estás no bom caminho acredita! É muito bom que alguém dê valor a isto como tu dás! Parabens Nuno!!!

Segue-nos